PROTOCOLO DE PRIMEIROS SOCORROS CAB

protocolo-cab-capa

Protocolo de primeiros socorros CAB

Mudança da AHA de ABC para CAB

O protocolo da CABD da American Heart 2015 foi comprovado na sua efetividade. E é muito importante nós que trabalhamos nessa área como bombeiro civil ou socorrista saber essa sequência que a American Heart produziu, em 2010 ela aplicou uma mudança do ABC pro CAB.

A importância nessa troca, é que foi detectado que no protocolo antigo ABC, o tempo de resposta para iniciar a reanimação Cárdio pulmonar, chegava a 1 minuto de demora ou até mais, e quando o profissional de saúde consegue identificar se há ou não pulso, essa demora de 1 minuto representa aproximadamente 10% de vida do paciente. Ou seja, para cada minuto sem reanimação Cárdio pulmonar, são 10% de vida que o paciente pode perder.

Segundo a American Heart, se nós deixarmos esse paciente de parada Cárdio respiratória ser atendido apenas pela ambulância, acabamos fazendo com que o paciente tenha a perspectiva de vida de 6,6%. Por isso que é muito importante que o profissional de saúde, e até mesmo pessoas leigas, saibam identificar uma parada Cárdio respiratória, e saiba iniciar a técnica de RCP.

Resultado dessa mudança

O resultado dessa inversão feita pela American Heart, mostra que no ABC demorava 1 minuto, e o CAB demora em torno de 10 a 15 segundos, o tempo de resposta é mais rápido. E é por isso que nós iniciamos o protocolo fazendo circulação, nós profissionais devemos checar pulso e avaliar se o paciente está respirando ou não. Agora, se for uma pessoa leiga, irá avaliar apenas a respiração, se o paciente não respira, com toda a certeza ele terá uma parada cardíaca em seguida, porque o coração vai ficar batendo, porem cada vez mais fraco até parar. Então por isso temos que ter esse entendimento.

Agora na circulação, temos que saber o ritmo de compressão que a American Heart atualizou, que é de 100 a 120 compressões por minuto. A profundidade também tem alteração, que é de 5/6 centímetros, isso para adultos. Então temos o ritmo e profundidade.  O mais importante de tudo, é que o retorno do tórax tem que ser total, não podemos ficar pressionando o tórax do paciente na metade, pois assim não teremos efetividade.

COMPRESSÕES
COMPRESSÕES

Imagina que o coração é uma esponja encharcada de água, se pressionarmos ele pela metade, só teremos metade do resultado, pois não iremos expelir toda a água da esponja. Então temos que comprimir os 5, no máximo 6 centímetros, e também deixar voltar esses mesmo 5/6centímetros.

Na via aérea, todo o paciente com parada Cárdio respiratória precisa ser avaliado, e inserir uma cânula orofaríngea (O princípio deste recurso é manter mecanicamente abertas as vias aéreas de um paciente que se encontra sem o reflexo do vômito.).

CÂNULA OROFARÍNGEA
CÂNULA OROFARÍNGEA

 

E a ventilação nesse paciente será sempre duas. Então vamos trabalhar 5 ciclos de 30 compressões para duas ventilações. Essa ventilação será utilizada com a máscara conhecida como dispositivo bolsa valva máscara, sempre junto com o oxigênio.

primeiros socorros cab
DISPOSITIVO BOLSA VALVA MASCARA

 

Concluindo, é muito importante não só para os profissionais dessa área, mas os leigos e profissionais da área de saúde estarem sempre antenados sobre as mudanças que acontecem nessa área.  Estamos sempre aperfeiçoando nossas técnicas para que assim tenhamos a capacidade de fazer nosso trabalho. Um exemplo disso foi a mudança do CAB, que antes tinha um tempo de atendimento de aproximadamente 1 minuto, o que nos fazia ter menos chances de atender aquele paciente de uma maneira mais efetiva. E com a mudança conseguimos diminuir o tempo do atendimento, nos dando mais chances de salvar a vida do mesmo.

O que acharam?

O que acharam desse artigo? Conseguiram entender o que é CAB e suas mudanças?

Deixe um comentário logo abaixo sobre o que você mais gostou nesse artigo, sobre alguma dica extra que você tenha, um conteúdo que vocês queiram ver aqui no blog, ou alguma dúvida.

Se você está gostando dos nossos artigos e quer ajudar mais pessoas a saberem sobre o CAB, além de vários outros assuntos que são muito relevantes para os profissionais da saúde.  Clique em algum dos links abaixo para ajudar a divulgá-lo.

Facebook

Instagram

Gostaria de ver a versão em vídeos do CAB? Então é só dar um play aqui embaixo, e aprender com o mestre Maicon Rodrigo: