COMO APLICAR O DEA EM ADULTOS?

como-aplica-dea-em-adultos-capa

Como aplicar o DEA em adultos?

 

O desfibrilador externo automático pode e deve ser utilizado por pessoas que tem conhecimento. Não há necessidade de ter um médio presente para fazer o uso. Uma coisa é o cardioversor, do qual é preciso um médico para regular a carga que será ser aplicada no paciente. O desfibrilador externo automático (DEA) já vem com carga automática, também é automático em relação a interpretação do ritmo chocável, em outras palavras, ele vai determinar quando um paciente se encontra numa taquicardia ventricular ou desfibrilação ventricular, então você não precisa saber ler o monitor cardíaco para realizar a desfibrilação.

DESFIBRILADOR EXTERNO AUTOMÁTICO (DEA)
desfibrilador externo
Cardioversor

 

Existem muitas perguntas em relação a sigla DEA, perguntando se o termo correto não seria DESA (desfibrilado externo semiautomático). A American Heart trabalha com o Desfibrilado externo automático, e não desfibrilador externo semiautomático. Ele é automático em relação a interpretação do ritmo cardíaco, ele não vai dar o choque se a pessoa que está manipulando o DEA não apertarmos no botão para dar o choque.

 

  • USO DO DEA EM ADULTOS

 

Então num evento onde precisamos utilizar o desfibrilador num adulto, temos que colocar as pás sempre na subclávia direita e infra mamaria esquerda. Ou seja, a pá da subclávia vai ficar na horizontal, e a direita na horizontal.

desfibrilador externo automático
Posição das pás do DEA

 

A carga que o desfibrilador sempre vai disparar em um adulto vai ser sempre 200 joules. A corrente que se dispara no corpo humano é aproximadamente de 1,3 amperes, uma corrente razoavelmente alta.

 

Recomendações

A American Heart nos dá algumas recomendações que devemos ficar atentos quando formos usar o DEA. Uma delas é que apesar de não existir estudos sobre o assunto, temos que tomar cuidado para não estar encostando no paciente quando usarmos o DEA, pois pode ser que ocorra uma parada na gente também.

Outra recomendação é que tanto o tórax quanto as pás do DEA devem estar seco, assim como o lugar que for aplicado o desfibrilador também deve estar seco, então vitimas de afogamento que precisam ser realizados a aplicação do DEA, é importante secarmos o tórax deles. Um cuidado também é que temos que tomar cuidado com pacientes que tenham o tórax muito peludo, a AHA recomenda que deve se utilizar as pás reservas para retirar o excesso dos pelos. Porém dentro da unidade básica não costumamos trabalhar com materiais cortantes, então é bom sempre improvisar na hora do atendimento, como uso de esparadrapos para tirar o excesso de pelos e não gastar uma pá.

Entende-se que quanto mais rápido iniciarmos o RCP e quanto mais rápido termos disponíveis um DEA para dar o choque, a reversão desse ritmo cardíaco é mais rápido, e a sobrevida dessa parada acontece de maneira muito mais efetiva.

 

O que acharam desse artigo? Conseguiram entender o que é o DEA e como usa-lo em adultos? 

Deixe um comentário logo abaixo sobre o que você mais gostou nesse artigo, sobre alguma dica extra que você tenha, um conteúdo que vocês queiram ver aqui no blog, ou alguma dúvida.

Se você está gostando dos nossos artigos e quer ajudar mais pessoas a entender o que é o DEA e como usa-lo, além de vários outros assuntos que são muito relevantes para os profissionais da saúde.  Clique em algum dos links abaixo para ajudar a divulgá-lo.

Facebook

Instagram

Gostaria de ver a versão em vídeo da Utilização do DEA em Adultos? Então é só dar um play aqui embaixo, e aprender com o mestre Maicon Rodrigo: